O alho é uma planta de cultivo milenar, que teria surgido na Ásia, a qual é amplamente consumida como tempero em todos os tipos de cozinhas.

Seu nome científico é Allium sativum L. Com esse nome científico são conhecidos dois tipos de alho, o alho Branco ou Comum e o alho Rosa ou Roxo. A cor é identificada através de casca fina que envolve os bulbilhos (dentes). Há um terceiro tipo de alho, chamado de Vermelho, ou alho de Espanha, cujo nome científico é Allium scorrodoprasum.

A chamada cabeça de alho se refere ao bulbo, sendo este formado pelo conjunto de 7 a 12 bulbilhos (dentes do alho).

Composição vitamínica: B1, B2 e C

Propriedades: antibiótica, anticoagulante, anti-inflamatória, anti-séptica, anti-térmica, controladora de colesterol, diurética, vermífuga.

 

O uso do alho em chá

O chá de alho é muito conhecido para gripes e resfriados, mas também é bastante consumido para outros tipos de necessidades, proporcionando diversos e diferentes benefícios para a saúde.

As principais recomendações para o alho, na forma de chá, se referem à diminuição do colesterol, fortalecimento do sistema imunológico, gripe e resfriado, Infecção na garganta, proteção contra AVC, proteção contra câncer, redução da pressão arterial, tensão e tosse.

O alho pode ser utilizado em chás simples, quando se usa somente ele e a água, ou em receitas compostas, em conjunto com outras plantas medicinais, tais como aniz-estrelado, canela, eucalipto, gengibre, hortelã, limão, malva, manjericão e tanchagem.

Para a elaboração e consumo do chá é fundamental que o interessado consulte as características de cada tipo de planta e os respectivos benefícios que podem ser proporcionados por cada uma delas.

 

O uso do alho em culinária

Além de amplamente usado no tradicional arroz com feijão, farofa, lentilha e em outros cereais, o alho está praticamente presente em todos os tipos de refeições, como tempero simples aplicado in natura, fatiado, amassado ou triturado, ou combinado com outros tipos de plantas condimentares ou de outros tipos de temperos pré-elaborados.  É o caso, por exemplo, de algumas duplas famosas, tais como “alho e cebola”, “alho e óleo” e outros.

Pode ser utilizado em massas, tais como espaguete, talharim, biscoito, pão, torradas, pizza, em aves, tais como frango e peru, em carnes em geral, sejam bifes, costelas, pernis, etc., em peixes dos mais variados tipos, em verduras, legumes, saladas e sopas. É imensa a variedade e a quantidade de receitas.

 

O uso do alho em remédio caseiro

Considerado como antibiótico, e antisséptico natural, que mata germes e combate resfriados, vejamos a seguir outras vantagens de uso do alho na condição de remédio caseiro natural, recomendado para: ácido úrico, arrotos, aterosclerose/arteriosclerose, broncopneumonia, cálculos em geral, cólera, colesterol alto, coriza, dibetes tipo 2, dor de ouvido, febre, fígado, frieira, gases, hematúria, hidropsia, hipertensão arterial, inchaço, infarto, insônia, malária, mau hálito, memória fraca, micose de pele e unhas (tinha), otite, prisão de ventre, problemas respiratórios, remoção de calos, reumatismo, sarna, sífilis, sinusite, tifo, unheiro, varíola, verminose.

O alho pode causar alguns problemas de saúde se consumido em excesso.


Faça seu comentário no campo abaixo. Participe:

Leave a Reply

Your email address will not be published.