Todo o mundo sabe o que é uma raiz. Mas, e o rizoma?

Genericamente é comum se dizer que rizoma é o mesmo que raiz, porque

o rizoma representa a parte do caule (tronco da árvore), tal como a raiz, que fica no nível subterrâneo, lembrando ainda que, ao contrário, existem também raízes aéreas para alguns tipos de plantas.

Nem tudo que está no subterrâneo é uma raiz da planta. No espaço onde se encontra normalmente a raiz pode estar um rizoma, que é o caso do gengibre,por exemplo. Então, o gengibre utilizado para chá é um caule do tipo rizoma e não exatamente uma raiz.

O rizoma é um caule subterrâneo que acumula substâncias nutritivas, podendo se espalhar horizontalmente debaixo da terra, ou rente ao solo, parecendo uma raiz. O rizoma possui gemas. As gemas são nós de onde germinam raízes e brotos, etc., detalhes que diferenciam o rizoma da raiz.

No caso de uso de raiz ou rizoma para chá, de acordo com a receita indicada, esta parte da planta pode ser seca ou fresca, fatiada, picada, fragmentada ou em pó.

O mais importante para o consumidor do chá é saber dos possíveis benefícios que lhe podem ser apresentados pelo rizoma ou raiz da planta, estando bem ciente de como elaborar o respectivo chá. Por isso, cada receita de elaboração de chá deve ser bem clara, dentre outras informações, de qual parte da planta fazer o chá, dosagem, quantidade adequada de consumo, etc.

Exemplos de plantas para chás, com o uso de rizoma:

  • Galanga
  • Gengibre
  • Iris

Exemplos de plantas para chás, com o uso de raiz.

  • Ácoro
  • Ênula
  • Erva-de-são-cristóvão
  • Imperatória
  • Valeriana

Faça seu comentário no campo abaixo. Participe:

Leave a Reply